Companhia interrompe rota Campinas-Brasília por causa de reflexos da pandemia.

Empresa faz orientações a passageiros e diz que operações com cargas estão mantidas no terminal.

Vista aérea do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas Ricardo Lima/Divulgação A companhia aérea Latam Airlines Brasil confirmou suspensão de voos com passageiros incluindo o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), como rota de embarque ou desembarque.

A empresa alega redução de demanda provocada pela pandemia do novo coronavírus e, por isso, prevê demissões de 34 funcionários, o equivalente a 40% da equipe, mas mantém operações com cargas. Antes da crise, segundo a empresa, a companhia operava somente a rota Campinas-Brasília (DF).

"Sua retomada será reavaliada de acordo com a demanda e os desdobramentos da pandemia", diz nota. Ao G1, a aérea informou que deve manter 51 funcionários em Campinas, incluindo profissionais que estão no terminal de cargas e os da equipe de aeroporto - neste caso responsáveis por oferecer suporte a outras bases ou atuar em situações de voos que sejam alternados para o terminal. A rota Campinas-Brasília ainda é oferecida por duas companhias aéreas em Viracopos.

A assessoria da concessionária que administra o aeroporto preferiu não se manifestar sobre a decisão da Latam. O fluxo de passageiros no aeroporto em Campinas aumentou em maio, no comparativo com abril, mas não impediu o terminal de registrar o 2º menor número de viajantes para um período de 30 dias desde o início da administração realizada integralmente pela iniciativa privada.

Em meio aos reflexos da pandemia do novo coronavírus, o total de viajantes diminuiu 74,7% no comparativo com 2019. Orientações aos passageiros De acordo com a Latam, viajantes que compraram passagens para a rota suspensa serão notificados por e-mail e terão a possibilidade de fazer alterações de data e/ou destino, ou solicitar um voucher de viagem pelo valor cancelado.

Mais informações estão disponíveis no site da companhia aérea. Sem resposta O G1 tentou contato com o Sindicato dos Aeroviários no Estado de São Paulo (Saesp) por telefone e e-mail para um posicionamento sobre o assunto na tarde desta terça-feira , mas não houve resposta. Coronavírus em Campinas A Secretaria de Saúde em Campinas (SP) confirmou nesta terça-feira (30) mais 21 mortes provocadas pela Covid-19, o que fez o total de vítimas aumentar par 317.

O número de infectados chega a 8.286. Veja o perfil de todas as vítimas da doença em Campinas Formas erradas e corretas de usar máscara de proteção contra o coronavírus Arte/G1 Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campinas.